Abstract

Apesar do aumento no número de casos de infecção humana por Rhodococcus equi (R. equi) registado nas últimas décadas, sobretudo em indivíduos infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (VIH), esse diagnóstico permanece uma raridade. Os autores apresentam um caso de infecção pulmonar por R. equi num homem de 36 anos com síndrome de imunodeficiência adquirida (SIDA). A doença manifestou-se de forma insidiosa, apresentando-se radiologicamente sob a forma de lesão pulmonar esquerda com cavitação e nível hidroaéreo, tendo sido inicialmente colocada a hipótese diagnóstica de tuberculose pulmonar (TP) dada a pesquisa de bacilos álcool-ácido resistentes (BAAR) na expectoração ter sido positiva. Posteriormente, foi possível isolar o R. equi nas culturas de expectoração e lavado broncoalveolar (LBA). O estudo anátomo-patológico confirmou a presença concomitante de malacoplaquia pulmonar. O doente cumpriu antibioterapia dirigida ao agente e teve boa evolução clínica, analítica e radiológica. A propósito deste caso, os autores fazem uma revisão teórica do tema à luz dos conhecimentos actuais.

© 2013 Galicia Clínica.

Articulo completo  |  Articulo PDF