Abstract

Resumo: A esplenose torácica é uma condição rara, benigna que resulta da rutura do baço associada ou não a lesão do diafragma, geralmente assintomática e acidentalmente diagnosticada após a realização de exames de imagem por qualquer outro motivo. Apresentamos o caso clínico de um homem de 45 anos de idade, assintomático, com antecedentes de traumatismo do baço consequente a um acidente de viação aos 18 anos de idade. O doente foi enviado a consulta de Pneumologia por achados imagiológicos compatíveis com nódulos pleurais no hemitórax esquerdo, mas a análise histopatológica das referidas lesões demonstrou tratar-se de tecido esplénico. O tratamento dos remanescentes esplénicos é conservador. Estes podem adquirir função imunológica, independentemente do local onde estão implantados, e proteger o organismo de eventuais infeções.

Summary: Thoracic splenosis is a rare, benign condition that results from the rupture of the spleen associated or not to diaphragm injury, usually asymptomatic and incidentally diagnosed after performing imaging exams for other reasons. We present the case of a 45-year-old male, asymptomatic, with splenic trauma history subsequent to a traffic accident at 18 years of age. The patient was sent to Pneumology consultation due to imaging findings consistent with pleural nodules in the left hemithorax, but histopathological examination of these lesions showed the presence of splenic tissue. The treatment of splenic remnants is conservative. These can acquire immune function, regardless of their location, and protect the patient from possible infections.

© 2017 Galicia Clínica.

Articulo completo  |  Articulo PDF